Na Serra da Capivara em São Raimundo Nonato no Piauí, se guarda muita história.

São Raimundo Nonato, cidade piauiense, 500Km ao sul de Teresina, na Serra da Capivara guarda muita história.
Seu símbolo, o Tatu Canastra, extinto há mais de 30 anos na região, é proibido ser caçado...
...mas não foi problema, pois no Restaurante da Valda, come-se uma galinha maravilhosa.
Arroz, Galinha, Pirão e Feijão, foi uma combinação perfeita.
No Restaurante da Valda também se come a legítima Carne de Sol.
Depois de ver essa cena, entendi porque o pirão era tão gostoso. A farinha era muito bem tratada.
No MUSEU DO HOMEM AMERICANO com a amiga Jonice (Sebrae-PI), muito hospitaleira me levou para conhecer o parque e suas histórias.
Na década de 80, pesquisas arqueológicas na região mudou a história do povoamento das Américas. Até então, teorias da década de 50 historiavam que o Homo Sapiens entrou nas Américas pela Sibéria atravessando o Estreito de Bering e chegando a costa do Pacífico pela América do Norte. Esses grupos teriam atingido a América do Sul por volta de 11.000 anos.
Os Sítios Arqueológicos da região do Parque Nacional Serra da Capivara dataram descobertas da presença do homem há 100.000 anos, sendo esse fato comprovado na década de 90 e destruindo as teorias da época. Todos esses registros e histórias são encontrados em São Raimundo Nonato no Museu do Homem Americano. TODO BRASILEIRO DEVERIA CONHECER!!!
Homo Sapiens encontrado... aliás, os restos mortais de milhares de anos onde os ossos estão intactos. Era bom se fôssemos feitos só de ossos né? ou não!?!?!?... Me ocorreram algumas desvantagens...
Crianças eram enterradas em urnas de cerâmica.
 As panelas da época. A dona dessa era bem cuidadosa, estava bem "ariadinha".
As ferramentas da época, seixos rolados lascados.  E ainda reclamo da minha faca quando não está afiada.
O seixo rolado também é conhecido por alguns como "Xexo"... deve ser a língua presa...
Crânio montado como um quebra-cabeças. Acho que o adversário num teve pena não...
Sítio arqueológico Boqueirão da Pedra Furada. Aqui encontram-se vários vestígios dos nossos antepassados.
Lindos paredões esculpidos pelo tempo.
Cavernas onde nossos ancestrais se protegiam dos perigos. Certamente bem mais seguro que hoje em dia.
Na região visitamos o Albergue/Cerâmica Serra da Capivara. Toda inspiração dos artesãos, vem das inscrições rupestres do local.
O trabalho na cerâmica não parecia ser muito estressante. Fiquei com inveja.

O trabalho é realmente muito artesanal.
Com as amigas Jonice e Rosi, conhecemos todo processo de fabricação das peças. Muito interessante uma industria tão grande e tão dependente das pessoas e seus talentos. Este mergulho da peça é sua pintura.
Depois da pintura, a cor e brilho são produzidos pelo calor dos fornos.
Milhares de peças exclusivas são feitas diariamente.
Parece que no tempo das cavernas, algumas coisas também funcionavam como hoje.
Descobrimos que a TOK & STOK também já passou por lá.
No final da visita, não poderíamos passar em branco, e certamente compramos bem mais barato que na TOK & STOK (tirando o valor da viagem, claro.)

1 Response
  1. Viajante Says:

    Parabéns! Gostei muito do seu blog.

    Temos um blog com relatos de viagens também e gostaríamos de convidar para dar uma "viajada" por lá... é Muita Viagem! =)

    Muita Viagem - blog com relato de viagens

Postar um comentário

abcs