BRUGGE / BÉLGICA - Junho2011

Eu, Adriana, Flávio e Aklégia viajamos de Paris para Brugge na Bélgica em um Renault Twingo alugado. Foi uma viagem deliciosa de 300Km numa estrada excelente.
Quero aproveitar aqui e deixar uma dica anti-matutisse. Na estrada A1 saindo de Paris para Brugge passa-se por pedágio. Ocorre que são duas paradas na ida e duas na volta. Sempre na primeira parada a máquina 'cospe' um ticket que será introduzido na próxima parada juntamente com o pagamento do pedágio. Quando nós chegamos na 1a. parada e vimos a palavra "ticket" nas máquinas, imaginávamos que já deveríamos tê-lo, e não retirá-lo da máquina. Desci do carro atabalhoadamente em meio a um trânsito nervoso e fui falar em mimiquês com uma garota que trabalhava no pedágio (o mimiquês comeu no centro porque ela só falava francês, e a única frase que sei falar em francês é "Carla Bruni Sarkozy"). Tentei perguntar pra ela onde eu comprava o ticket e passei 10 minutos até entender os gestos dela me chamando de burro e dizendo que a máquina emitiria o ticket para pagamento na próxima parada.
Na volta eu já tava inteligente.
Agora sobre Brugge:
Brugge é uma cidade medieval lindíssima, circundada por um canal de águas limpas e navegáveis que embelezam suas paisagens. Seus prédios de até 1000 anos de idade são fantásticos e cheios de detalhes. Sem dúvidas foi uma das cidades mais bonitas que já visitei.
Durante os 300Km que separam Paris de Brugge, testemunhamos belíssimas paisagens como fazendas, pequenas cidadezinhas super aconchegantes e plantações de trigo e outras culturas. Nesta foto vê-se o interesse de Adriana nos visuais...
Na entrada do centro de Brugge já se começa a ver a arquitetura medieval através desse pórtico. Flávio ficou perguntando quem morava naquele "castelo"....
Belíssima margem do canal. Ao fundo o famoso Moinho de Vento de Brugge. Muito bonito e impressionante as toras de madeiras antigas que sustentam o moinho. A essa altura Adriana já tinha acordado....
Margem do canal de Brugge. A temperatura estava maravilhosa, mas se fizesse o frio que Kekinha estava esperando a gente tava pebado.
Na praça central de Brugge está o prédio mais alto da cidade, o Campanário da Cidade de Brugge, lá estão também outras lindas edificações, cafés, restaurantes, lanchonetes e muita gente. Para subir no campanário são 83m de escada, sem elevador... preferi contemplá-lo de baixo mesmo...
Praça Hoogstraat com muitos prédios lindíssimos e onde fica a Prefeitura de Brugge. Adriana e Kekinha tentaram falar com o prefeito, mas ele tinha viajado para Natal.
Nesta mesma praça vimos essa turma de crianças, alunos de alguma escola, desenhando os prédios numa aula de arte e história. Será que em Caicó dava pras crianças sentar no chão da praça ao meio-dia?
Pesquisamos um restaurante para almoçar e paramos no `t Eetablissement na rua Sint-Amandsstraat, No. 8, próximo a Praça Central. Comemos um "Prato Espacial do Dia" com entrada, prato principal e sobremesa por 12,00 Euros, foi uma ótima pedida. O local é agradável e fomos muito bem atendidos por 02 jovens simpáticos e bem humorados.
Adriana e Kekinha brindando nosso almoço. Depois dessas duas canecas as duas caíram embriagadas.
Adriana pediu esse 'colega'. Tava muito bom, e eu ainda estrompei a coxa que ela deixou no prato.
Eu pedi essa costela suína que soltava do osso só com um sopro... maravilhosa.
Flávio e Kekinha pediram esse filé. Estava muito bom também, ou seja, estava tudo uma delícia. Valeu muito a pena. Indico com louvor.
Ainda no tema 'comida', Adriana se esbaldou nessa loja de chocolates. O chocolate belga é considerado um dos melhores do mundo.... Adriana que o diga, essa sacola na mão dela só durou uma hora.
Os chocolates são mesmo muito apetitosos. Tem de todo formato e para todos os gostos, perdição total. Esse negócio de engordar não vale pra quem tá viajando né?
Agora uma sequência de imagens deslumbrantes... estou falando das paisagens, e não de mim.
Canal no centro da cidade.
Mais canal.
Mais.
Mais... essa coisa feia escondendo a beleza do canal é Flávio.
Mais...esse aí ajudando a embelezar mais ainda o canal sou eu.
E haja beleza... tô falando de mim mesmo.
Esse é o prédio de um lindo hotel da cidade. O verde é uma vegetação natural que envolveu a torre. Achei parecida com a torre da Rapunzel da estória que conto pra Amanda.
Essa foi a fachada de um pequeno e delicado hotel numa pequena rua da cidade. Demostra que a população cultiva o espírito arquitetônico da cidade. Será que esse carrinho de plantas permaneceria muito tempo numa calçada aqui no Brasil?
Essas árvores bem diferentes embelezavam uma rua muito agradável do centro da cidade. Adriana quis trazer uma muda... mas ficou só na foto... ainda bem.
Essas charretes desfilam o tempo todo levando e trazendo turistas. São belos cavalos com trotes super elegantes. Mas tem uma coisa muito interessante nesse veículo... vejam abaixo...
Já tinham visto um cata-bosta... pois é, que atenção desses profissionais com o ambiente né mesmo? Achei muito massa. Deixa a cidade limpa e com cheiro de cidade, ao invés de cheiro de 'cocheira'. 
1 Response
  1. Andressa Says:

    Eu e Joca já temos muitas gargalhadas com o seu post!!! Adorei!!! Mas ja q vc fez um post com a foto de Adriana bem atenta as paisagens da estrada, faça um agora de Flavio bem atento aos pontos turisticos de Paris!!!! Kkkkkkk bjs

Postar um comentário

abcs